Como fazer o melhor planejamento tributário para distribuidoras?

4 minutos para ler

Você acha que a sua empresa está desembolsando valores muito altos a título de tributos? A gestão financeira aponta para um caminho preocupante? Talvez seja a hora de conhecer como funciona o planejamento tributário para distribuidoras e começar a se preparar para melhorar o desempenho financeiro do seu negócio.

Neste artigo, você vai entender como funciona o sistema tributário brasileiro, compreendendo a importância de escolher o regime tributário mais adequado e relacionando esta estratégia com a realização de um bom planejamento tributário.

Quer melhorar a gestão tributária da sua empresa e trazer resultados impactantes para atingir um crescimento sustentável? Descubra como isso é possível!

A legislação e o sistema de tributação brasileira

Uma das principais dificuldades na gestão financeira e empresarial é a dificuldade no cumprimento das obrigações tributárias em razão da elevada carga e da burocracia que envolve a temática.

De fato, o Brasil é um dos países com a maior e mais complexa carga tributária do mundo, sendo que diariamente são pagos diversos impostos, muitos deles conhecidos por suas siglas e não por suas definições.

Dentro do contexto empresarial, esta alta carga tributária exerce um impacto relevante na rentabilidade do negócio, o que exige dos empresários a adoção de medidas que visem reduzir o impacto destes custos, sempre respeitando as normas impostas pela legislação tributária.

O nosso sistema tributário é regido pela Constituição Federal e regulamentado pela Lei 5.172/1966, conhecida como Código Tributário Nacional. Além dela, existem diversas outras leis e normas que tratam de questões específicas, como o cumprimento de obrigações acessórias.

Nesse ponto, é importante destacar que a lei é muito complexa e se caracteriza por alterações constantes, o que dificulta o trabalho dos empresários.

Além disso, grande parte das leis é passível de diferentes interpretações, o que pode levar a equívoco por parte dos gestores. Assim, é imprescindível contar com o apoio de profissionais especializados que possuem conhecimento acerca das regras e do entendimento dos tribunais sobre temas controversos e interpretações.

A escolha do regime tributário

Um dos primeiros pontos que denota a necessidade de auxílio de profissionais especializados e que deve ser de extrema atenção por parte dos gestores está relacionado a definição do regime tributário.

A escolha só é possível quando o empresário têm algumas questões definidas: atividade desenvolvida, previsão de faturamento, previsão de margem de lucro, previsão de despesas operacionais e valor que será desembolsado para o custeio com empregados.

Com essas informações e com a análise jurídica do negócio é possível escolher com mais segurança qual será o regime adequado para aquele momento do empreendimento. Hoje, os três regimes tributários utilizados no Brasil são o Simples Nacional, o Lucro Presumido e o Lucro Real.

Essa escolha determina quais serão as principais obrigações tributárias da empresa. Por isso, a definição adequada é o primeiro passo para uma decisão mais acertada e para uma gestão financeira e tributária mais eficiente.

As vantagens do planejamento tributário

E é nesse sentido que entra o planejamento tributário. Trata-se de uma estratégia jurídica desenvolvida com o objetivo de reduzir os custos com tributação e representa uma excelente forma de lidar com a legislação tributária de forma inteligente e estratégica.

O planejamento tributário é um estudo que objetiva diminuir a incidência da carga tributária sobre uma empresa, independentemente do seu porte ou ramo de atuação. Ele é realizado por profissionais especializados com conhecimento técnico aprofundado acerca da legislação.

As medidas traçadas nessa estratégia visam reduzir a carga tributária por meio de redução de custos, da utilização de isenções fiscais, incentivos, benefícios e de uma boa definição do regime tributário.

Como você pode ver, o planejamento tributário é uma ferramenta importante e estratégica, além de ponto crucial para o empresário que busca melhorar o desempenho do seu negócio em consonância com a legislação. Por isso, investir neste conhecimento pode ser um passo importante para o crescimento da sua empresa!

Agora que você já sabe a importância do planejamento tributário para distribuidoras, que tal aprofundar o seu conhecimento? Complemente sua leitura com este post especial que traz cinco motivos para realizar um revisão tributária regular da sua empresa.

Fabrício da Silva 
CEO | Comercial 

FDS Economia Tributária & Blindagem Patrimonial 
fabricio@fdstributario.com.br

Posts relacionados

Deixe uma resposta